quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

O dia em que meu filho nasceu

Vim contar pra vocês sobre um dos dias mais felizes da minha vida!


O dia que antecedeu a chegada do Gustavo eu estava um pouco estranha e senti dor, bem pouquinha dor, mas senti. Meu marido sempre vai andar na praia a noite e esse dia pedi para que ele não fosse, sei lá, senti que não era pra ele ir. Já estava deitada com meu marido mas sem sono, um pouco antes da meia noite senti um "pã", dizem que quando a bolsa estoura ouvimos um "tampão" se romper um pouco antes. De repente senti o líquido descendo e corri para o banheiro, a bolsa havia estourado!
Tomei um banho, colocamos as coisas no carro e ligamos para toda a família, sim ligamos para a família de madrugada! Se não ligasse iriam ficar chateados e como ninguém se importa de receber uma ligação dessa de madrugada, resolvemos ligar.
Fui para o hospital com toda a família, 5 pessoas chegando no hospital de madrugada e me seguindo foi muito engraçado! Queria parto normal mas estava com apenas 1 dedo de dilatação e resolvi esperar. Não podia todos ficarem no quarto comigo mas... não teve jeito, o quarto parecia uma sala de visitas. Andei, deitei e assim fiquei a madrugada toda. A médica veio antes de terminar o plantão e havia dilatado apenas 1 dedo e meio, em 6 horas! Eu não sentia dor.
Passadas 9 horas da bolsa romper não teve mais jeito, tinha que fazer o parto pois havia risco de infecção e pedi para que ligassem para o meu médico. Daqui a pouco vem a enfermeira e a médica de plantão me avisar que meu médico não faria meu parto pois estava em outra cidade, gente, vocês não imaginam meu desespero! Chorei, fiquei muito, muito chateada pois aquele que cuidara de mim por tantos anos e que trouxe meus sobrinhos ao mundo não faria meu parto.
Conversei, respirei e a médica do plantão foi um amor de pessoa. Fui para a sala de espera do centro cirúrgico aguardar para que preparassem tudo para a chegada do meu príncipe.
Primeira pergunta que fiz ao anestesista: "isso dói?", acho que ninguém faz essa pergunta ne? rs. Daqui a pouco chega meu marido e a lágrima já começa a escorrer, só ouço os cliques da máquina fotográfica e um chorinho que foi aumentando. Quando vi meu filho pela primeira vez senti uma emoção tão grande que não tem como explicar, encostaram ele no meu rosto e seu choro parou na hora, lindo!
Meu corte da cesárea ficou perfeito, a Dr. Ana Beatriz foi um anjo que Deus colocou para que cuidasse de mim e do meu filho.
As coisas nunca são do jeito que planejamos mas no fim tudo termina bem e da melhor maneira possível!



Foto que meu marido tirou na hora em que ele estava saindo da minha barriga.

Beijos

4 comentários:

Quelle Carina disse...

Flor que lindoooooooooooo...nussss.fiquei emocionada em lerrr.... Deus abençoe vc e seu lindo principe.bjus

Chris Ferreira disse...

Oi Gabriela, lindo o seu momento. Esse é o momento mais feliz e emocionate das nossas vidas, né?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

Tânia disse...

Olá, Gabriela!
Gostaria de compartilhar com você a semelhança de o nascimento de um filho(a) é realmente um dos dias mais lindos. Para mim O MAIS LINDO.
Adorei ser pedida em casamento. O vestido de noiva. O próprio casamento... Mas nada, nada foi igual ao nascimento da minha querida e amada filha Carolina. Eu não podia gerar por mais de um fator. Mas a glória de Deus brilhou dentro de mim e continua brilhando 24 anos depois.
Também, eu gosto muito de fotos, e a que seu marido tirou está belíssima. Para se guardar pra sempre, de geração em geração.
Lindoooooooooooooooo!
Um grande abraço pra você e sua família, Tânia.

teardesonhosbytania.blogspot.com

Gabriela Cristal disse...

Obrigada pelo carinho!
Beijos.